Bolsonaro faz pronunciamento sobre produção de vacinas e panelaços ocorrem em várias cidades

Segundo ele, até o fim do ano estarão disponíveis mais de 500 milhões de doses para toda a população que precisa ser imunizada no país.

Durante o seu pronunciamento em rede nacional na noite de ontem, 23, o Presidente da República Jair Bolsonaro disse que o Brasil será autossuficiente, em poucos meses, na produção de vacinas contra o coronavírus.

Segundo ele, até o fim do ano estarão disponíveis mais de 500 milhões de doses para toda a população que precisa ser imunizada no país.

“Não sabemos por quanto tempo teremos que enfrentar essa doença, mas a produção nacional vai garantir que possamos vacinar os brasileiros todos os anos, independentemente das variantes que possam surgir”, disse Bolsonaro, em seu discurso.

Ainda conforme Bolsonaro, o Brasil enfrenta dois desafios: a doença e o desemprego e que em nenhum momento, “o Governo Federal eixou de tomar medidas importantes tanto para combater o coronavírus como para combater o caos na economia, que poderia gerar desemprego e fome”.

PANELAÇO:

Durante a fala do presidente foram registrados panelaços em vários locais de Brasil, principalmente nas capitais, incluindo Aracaju.

Os manifestantes dizem que o Governo Bolsonaro não investe recursos no enfrentamento à doença e o seu pronunciamento ocorreu justamente no dia que o país registrou mais de 3 mil mortes em decorrência do coronavírus.

O panelaço foi convocado nas redes sociais por políticos, famosos e movimentos sociais. Além das panelas, muitos gritavam “Fora, Bolsonaro!” e “Genocida!” nas janelas de seus apartamentos.

Veja aqui o vídeo do panelaço em Aracaju.