De acordo com o órgão, o local funcionava sem as devidas licenças ambientais e os dejetos eram lançados num rio.

Foto: Adema

Na última quinta-feira, 23, equipes de fiscalização da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) fecharam um matadouro clandestino que funcionava no município de Maruim.

De acordo com o órgão, o local funcionava sem as devidas licenças ambientais e os dejetos (ossos, cabeça, cascos e sangue) eram lançados num rio do município; além disso, o abate dos animais ocorria sem as condições de higiene necessárias.

Ainda segundo a Adema, os animais sofriam maus tratos antes, e durante o abate e as carnes não era inspecionadas para avaliar a sua qualidade, sendo as mesmas destinadas à venda em feira livre e açougues da região.

Não foram encontrados responsáveis pelo matadouro no momento que os fiscais chegaram ao local.