De acordo com a SSP, a maior parte da aeronave está submersa no manguezal e poucas são as partes que ficaram visíveis após a queda.

Durante toda a tarde desta quinta-feira, 06, equipes de salvamento do Corpo de Bombeiros trabalharam no manguezal onde um monomotor caiu por volta do meio dia, na capital sergipana, no intuito de resgatar o piloto, que faleceu no acidente, segundo informou a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE).

Até o momento, os profissionais ainda não conseguiram fazer o resgate, visto que o local é de difícil acesso e a maior parte do monomotor ficou submersa no mangue e poucas partes ficaram visíveis após a queda. A aeronave afundou cerca de dois metros.

Às 15:30h, a SSP emitiu nota informando que as buscas avançaram e  já foi acessada a parte da cabine e dos bancos da aeronave.

O monomotor havia saído de Minas Gerais para trazer uma pessoa em Sergipe. Quando voltaria sozinho, o piloto saiu do Aeroporto Santa Maria, em Aracaju e segundo a SSP, “a aeronave apresentou problemas logo após a decolagem, e o piloto desviou a rota para a área de manguezal, para evitar a queda sobre as residências”.

Era pouco antes de meio dia quando os moradores da localidade, entre os bairros Coroa do Meio e Atalaia ouviram um barulho estrondoso e em seguida perceberam que se tratava de um acidente aéreo.

Algumas pessoas entraram no mangue, na tentativa de ajudar, porém, o local é de difícil acesso, até mesmo para as buscas dos profissionais.

Rapidamente as equipes da Polícia Militar e Civil, SAMU, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, o GTA da SSP, entre outras equipes se descolaram à cena do acidente, onde estiveram durante toda a tarde. O GTA auxiliou com imagens aéreas e um guindaste também foi levado ao local, para auxiliar na retirada da aeronave.

Após a queda se cogitava a possibilidade de que o piloto pudesse ter sobrevivido, porém, por volta das 13h, a SSP informou que ele morreu no acidente.

ATUALIZAÇÃO:

Por volta das 19h, a SSP emitiu uma nova nota e informou que as buscas continuarão durante a noite. “O Corpo de Bombeiros está atuando, junto a equipes da Defesa Civil de Aracaju, no içamento da carcaça da aeronave com o uso de um guindaste. As equipes seguem fazendo as amarras na carcaça da aeronave para poder fazer o içamento seguro do equipamento. Ao todo, atuam na ocorrência 33 bombeiros militares”, informou.

A Polícia Federal também está no local acompanhando a operação e os órgãos de fiscalização deverão chegar na capital sergipana ainda nesta quinta, para fazer as investigações e elucidar as causas do acidente.

Foto: SSP/SE