Para a região metropolitana, continua mantida a restrição de funcionamento das atividades não essenciais no fim de semana.

Foto: ASN

Conforme definido pelo Governo do Estado na semana passada, a partir deste fim de semana, (08 e 09 de maio), o funcionamento das atividades não essenciais está liberado nos municípios do interior de Sergipe.

Para a região metropolitana, que engloba Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Barra dos Coqueiros continua mantida a restrição de funcionamento das atividades não essenciais no fim de semana.

Então o funcionamento de bares, restaurantes, shoppings, academias e o comércio em geral volta a ser permitido aos fins de semana nos outros 71 municípios sergipanos, ao menos que as gestões municipais decidam manter as restrições.

Apesar da liberação, o toque de recolher continua valendo em todo o estado, com início às 22h e término às 05h do dia subsequente, e a ocupação permitida é de 30% da capacidade máxima do local.

Ontem, 06, a pedido da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e de lojistas, especialmente dos shoppings, o governador Belivaldo Chagas se reuniu com o Comitê Técnico-Científico e de Atividade Especiais (Ctcae), de forma extraordinária e por videoconferência, para avaliar o pedido de abertura destes estabelecimentos neste final de semana em Aracaju, em virtude do Dia das Mães, data importante para o comércio e serviços.

“Diante dos números ainda elevados da pandemia, sobretudo na Região Metropolitana da Capital, e após consulta dos membros do Comitê, a proposta foi recusada pela maioria dos participantes – 8 votos a 2”, informou o governador, em seu Instagram.

Segundo Belivaldo, o Dia das Mães infelizmente seria um novo gatilho para um número ainda maior de casos na região, que concentra a maior parte destes no estado.

Confira aqui quais são os serviços não essenciais, e que poderão funcionar neste fim de semana em Sergipe.

Na próxima semana, Belivaldo Chagas se reunirá novamente com o Ctcae e poderá definir novas medidas, ou afrouxar as que estão vigorando.