As equipes verificaram a presença de animais mortos numa residência na avenida Antônio Alves, no bairro Atalaia.

Na última segunda-feira, 10, equipes da Polícia Civil, da Polícia Militar, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) e da ONG S.O.S Vida Animal deflagraram uma operação de combate aos crimes contra animais e também crime ambiental. A ação ocorreu na Avenida Antônio Alves, localizada no bairro Atalaia, zona sul de Aracaju.

De acordo com a delegada Georlize Teles, titular da Delegacia de Crimes Ambientais e Proteção Animal (Depama), foram registradas denúncias de crimes de maus tratos aos animais, com base na Lei 1.095/2019, que prevê o aumento das penalidades contra autores de práticas delitivas contra cães e gatos, além de comunicação de crime ambiental, tendo em vista que também existiam jabutis mortos no local onde ocorreu a ação conjunta.


“Após o recebimento de denúncias, acionamos o Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb) da Polícia Militar, que juntamente à Secretaria Municipal do Meio Ambiente e policiais civis se dirigiram ao local indicado e lá encontraram animais mortos e outros em situação de maus-tratos. A situação encontrada no local vai nos levar a instaurar um inquérito policial para definir responsabilidades”, reforçou. Na ação, foram resgatados três cães e oito jabutis vivos.


Ainda segundo a delegada, a investigação terá como objetivo identificar o dono do imóvel e apurar se o proprietário está ligado à situação de maus-tratos dos animais.

“O primeiro passo é identificar o proprietário do imóvel, uma vez que o local se encontrava sem ninguém, aparentemente abandonado, pois havia muita sujeira e uma água muito suja para que os animais bebessem. Também é preciso verificar se o proprietário era o tutor daqueles animais que foram encontrados”, detalhou.

As informações foram repassadas à Ouvidoria do Ministério Público de Sergipe (MPSE), à Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) e à Depama, da Polícia Civil. Diante de todas as informações recebidas, foi feita a operação, com o objetivo de resgatar outros animais do local.

A ação policial também contou com a atuação da Delegacia de Repressão a Crimes Rurais (DRCR), da Polícia Civil.

Fonte e fotos: SSP/SE