Sergipe se faz valer da vantagem e conquista o Campeonato Sergipano de 2021; confira trajetória

O Sergipe é o campeão do Campeonato Sergipano de 2021. Mesmo derrotado por 1 a 0 para o Lagarto neste sábado, 22, no Estádio Paulo Barreto, em Lagarto, o alvirrubro se fez valer da vantagem conquistada na partida de ida, quando venceu por 3 a 1 na Arena Batistão, em Aracaju, e e conquistou seu 36º título estadual.

No jogo de hoje, sobrou frieza para o time comandado por Elias Borges. Com uma defesa muito bem postada, sofreu pouco para o segundo melhor ataque do campeonato. Apesar do gol marcado por Neto, aos 45 minutos do segundo tempo, a equipe de Betinho não conseguiu conquistar o primeiro título sergipano de sua história.

O regulamento, que em tantos momentos deixou o Gipão em desvantagem por conta de sua campanha inconstante, acabou sendo o aliado na partida decisiva. Se no trajeto até o título o Sergipe teve que lutar, hoje foi o dia da garra dar lugar a estratégia e a experiência para levar mais uma taça para o João Hora de Oliveira.

Trajetória árdua

Pior campanha dentro os quatro classificados para o mata-mata, o colorado fez uma campanha de superação. Passou por muitos percalços na fase de grupos, sendo o último dentre Itabaiana, Confiança e Lagarto a se classificar. Em meio a altos e baixos, viu o treinador Paulo Foiani, vice-campeão no ano passado, ser demitido. Para o seu lugar veio Elias Borges, que já havia sido vencedor em terras sergipanas em 2018.

Nas semifinais, eliminou o maior rival, Confiança, e quebrou um tabu de mais de três anos sem venceu o time azulino. Mesmo o Dragão tendo a melhor campanha, o melhor ataque e a segunda melhor defesa do Sergipão, foi o Mais Querido quem se sobressaiu.

O time proletário poderia empatar os dois jogos ou obter resultados iguais que chegaria até a decisão. Todavia, na prática, o empate aconteceu apenas na partida de ida. Na volta, vitória por 1 a 0 e vaga na decisão garantida. A superação já se dava dali, superando os momentos de inconstância, quebrando um tabu incômodo e se classificando não só para final, como também para a Série D do Campeonato Brasileiro e para Copa do Brasil de 2022.

Na decisão, o vermelhinho novamente se viu tendo que lutar contra o regulamento. O Lagarto tinha melhor campanha que o Sergipe, o que dava direito ao Verdão ser campeão com dois empates ou resultados iguais. Mais uma vez, o alvirrubro reverteu a situação para si.

Venceu o primeiro jogo por 3 a 1, numa atuação sólida de que deixava a sensação de que o time poderia ganhar até por um placar mais elástico. No segundo jogo, muita resiliência e maturidade do grupo de atletas que precisou passar por diversos percalços para chegar no momento de glória máxima.

Ainda que derrotado por 1 a 0, soube se fazer valer da vantagem que tinha em seu favor. A mesma vantagem, que nunca esteve ao lado vermelho e branco, foi responsável para o Mais Querido ampliar ainda mais a hegemonia de título no Campeonato Sergipano. Para além da conquista, o Gipão também assegurou a vaga na Copa do Nordeste de 2022, recheando ainda mais o calendário da próxima temporada.

Lagarto derrotado, mas de cabeça erguida

Mesmo sem o título, o Verdão tem muitos motivos para comemorar. Carimbou as vagas na Série D do Brasileirão e na Copa do Brasil de 2022, teve em Felipe Alves o artilheiro do Sergipano, com sete gols marcados, e findou a competição como o segundo melhor ataque, tendo marcado 25 gols em em 14 jogos.

Após um 2020 onde o clube só não foi rebaixado em virtude da pandemia do coronavírus, o 2021 da equipe patrocinada pelo atacante hispano-brasileiro Diego Costa foi quase perfeita. O título pode não ter vindo, mas o vice-campeonato dá ainda mais credibilidade ao bom trabalho que vem sendo feito no clube lagartense.

Próximos passos

Para o Lagarto, 2021 se encerra por aqui. Apesar do calendário cheio para a próxima temporada, no atual ano o clube tinha apenas o Campeonato Sergipano para disputar. Já o Sergipe, volta suas atenções para a Série D do Campeonato Brasileiro.

A estreia do campeão sergipano acontece no próximo dia 5 de junho diante do Bahia de Feira, na cidade de Feira de Santana, na Arena Cajueiro. O Mais Querido faz parte do grupo 4 ao lado de ASA-AL, Atlético-BA, Itabaiana-SE, Juazeirense-BA, Murici-AL, Retrô-PE e o próprio Bahia de Feira.

Foto: Divulgação – CS Sergipe