Dom Cabeleireiro, que desapareceu após um assalto em Dores é encontrado sem vida

Até o momento, a polícia realizou a prisão de três homens suspeitos de envolvimento no crime.

Na foto, Claudom Alves em vida. Reproducação TV Sergipe

Na tarde da última sexta-feira, 11, o cabeleireiro Claudom Alves Feitosa foi encontrado sem vida, no município de Divina Pastora. Ele estava desaparecido desde o sábado passado, quando criminosos invadiram a sua casa, em Nossa Senhora das Dores, realizaram um assalto e levaram Claudom.

A Polícia Civil chegou ao local onde o corpo do cabeleireiro foi desovado após realizar a prisão de um suspeito de envolvimento no crime. Franscismar de Almeida Santos, que teve a identidade e foto divulgadas na quinta, 10, foi localizado e preso em Rosário do Catete.

Ele indicou aos policiais o local onde estava o corpo de Claudom, confessou a participação no crime e disse que a prática criminosa ocorreu com o auxílio de outros dois envolvidos, que também foram presos, no decorrer da semana.

Com o auxílio do Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil encontrou o corpo de Claudom num riacho, próximo a um matagal no povoado Maniçoba, em Divina Pastora.

O casotem à frente a delegada Maria Zulnária e os três presos deverão ser indiciados pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte).

Em depoimento, Francis teria dito que Dom Cabeleireiro foi jogado amarrado, ainda com vida no riacho. O crime cruel chocou a todos, principalmente familiares e amigos de Claudom, que estão revoltados com o caso.