Alguns alimentos protegem o nosso organismo contra diversas infecções, inclusive, o coronavírus.

Imagem ilustrativa

A atual pandemia causada pelo vírus Sars-Cov-2 gerou um profundo impacto na saúde das pessoas. Neste contexto de alta demanda emocional e física, é que estilos de vida saudáveis ​​surgem como uma oportunidade de contribuir para a saúde. Assim recomendações sobre como manter uma qualidade de vida realizando atividade física e alimentação adequada, estão acontecendo de forma frequente nos últimos meses.

Manter uma alimentação saudável neste tempo de pandemia é um fator importante para a promoção da saúde. A ingestão de alimentos funcionais estimula o sistema imunológico, aumentando dessa forma o controle de infecções, inclusive protegendo o organismo contra o Covid-19.

Alimentos funcionais são alimentos ou ingredientes que além de fornecer nutrientes e energia, fornecem também efeitos benéficos à saúde, sendo eficaz na prevenção e tratamento de doenças, aumentando a resposta imunologica e/ou reduzindo o risco de doenças. Estes alimentos estão dentro de uma alimentação saudável por exemplo, rica em frutas, verduras, legumes, tais como folhosos verdes escuros, peixes, carnes e frutos do mar.

Na alimentação saudável a ingestão dos alimentos que contém micronutrientes (como vitamina A, C, D, E, selênio e zinco), polifenóis flavonoides e carotenoides são compostos antioxidantes e tem como função eliminar os radicais livres oxidativos, além disso, são excelentes agentes anti-inflamatórios e auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico.

Dessa maneira, estes compostos devem estar sempre em quantidade adequadas no organismo, pois participam de diversas reações metabólicas e a deficiência destes leva à dificuldade de realizar algumas funções fisiológicas realizadas pelo corpo, o que resulta em alterações e problemas na resposta imune do hospedeiro.

A ingestão de ervas e especiarias como: açafrão, coentro e alho também são recomendados na alimentação, pois reduzem o nível de estresse oxidativo e fortalecem a resposta imunológica. Lembrando que esses compostos naturais não participam da resposta de inibição direta contra o coronavírus, mas desempenham um papel essencial na prevenção da COVID-19.

No entanto, para obter o benefício destes alimentos funcionais, é necessário consumi-los regularmente. Também vale lembrar que os resultados são obtidos quando a alimentação é balanceada.

E não adianta o uso exagerado de suplementos nutricionais sem orientação de um nutricionista ou nutrólogo, pois a necessidade de suplementação é necessária apenas quando houver deficiência de alguma dessas substancias no organismo, além disso, o acesso livre a todos estes nutrientes obtém-se através da alimentação.

É importante observar que a alimentação simples, ou seja, descascar é mais relevante na prevenção de doenças do que desembalar.

 Vale salientar também, que deve-se ter cuidado com informações veiculadas, principalmente nas redes sociais, pois não existe um único alimento “milagroso”, que possa prevenir ou curar a covid-19 e outras doenças.

Não existe nenhuma evidência cientifica para aderir ao uso de técnicas que alegam “milagres” e prometem proteger contra este vírus e aumentar o sistema imunológico.

Como recado final, além de uma alimentação saudável, observem os protocolos de prevenção e proteção recomendados pelo Ministério da Saúde, mantenham o distanciamento social, utilizem máscaras, limpeza das mãos, usem álcool. “Lembrem prevenir é melhor que remediar”.

*Essa matéria foi desenvolvida por integrantes do Programa de Pós-graduação em Ciências Aplicadas à Saúde da UFS de Lagarto, que semanalmente trará matérias sobre assuntos de interesse da população, aqui no Portal Itnet