Sergipe registra queda nos casos de dengue, mas tem alta nos casos de Chikungunya e Zika

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou os dados referentes aos seis primeiros meses deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Nos seis primeiros meses de 2021, o estado de Sergipe registrou uma queda nos casos de dengue, em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através do Sistema de Agravos de Notificações (SINAN).

No ano de 2020 foram registradas 2.205 notificações e 798 confirmações de casos de dengue; agora em 2021 foram 1.286 notificações e 149 confirmações.

Em compensação, os casos de Chikungunya e Zika tiveram um aumento; em relação à primeira, no ano passado foram 874 notificações e 623 confirmações e agora, 1.551 casos notificados e 736, confirmados.

No caso da Zika, nos seis primeiros meses de 2020 foram registradas em Sergipe, 121 notificações e 21 casos confirmados. No mesmo período de 2021 foram 125 notificações e 39 confirmações.

A gerente do Núcleo de Endemias da SES, Sidney Sá, destaca que é fundamental que os municípios sergipanos estejam atentos a essas notificações, porque é baseado nos indicadores do sistema de informação que as áreas técnicas fazem a avaliação necessária e, junto ao próprio município, buscam conter o avanço das arboviroses. Além disso, orienta que as pessoas fiquem atentas aos sintomas.

“É importante que a população esteja sempre procurando as Unidades Básicas de Saúde e os profissionais de saúde para que o diagnóstico e notificação dos casos aconteçam, para que seja possível melhorar cada vez mais os serviços”, completou ela.