ÚLTIMO ADEUS: sergipanos que morreram na queda de torres no Pará são sepultados em Carira

A tragédia ocorreu na sexta-feira, 16, e os dois foram sepultados no início da noite do domingo, 18.

Os familiares e amigos de Oziel da Silva Passos, de 27 anos, e Expedito Bezerra dos Santos Filho, de 23 se despediram dos dois no início da noite do último domingo, 18, quando eles foram sepultados em Carira, cidade natal.

O momento foi marcado por muita comoção, por conta da morte repentina dos dois sergipanos, que estavam entre as sete vítimas da queda de duas torres de transmissão de energia no sudoeste do Pará, na última sexta-feira, 16.

Os corpos dos carirenses chegaram ao município no início da tarde do domingo, e foram levados às casas das famílias, onde ocorreram os dois velórios.

Oziel e Expedito trabalhavam na montagem das duas torres, que eram interligadas e caíram. A estrutura estava em construção e no momento da queda, ao menos 26 trabalhadores da empresa SKIC Brasil (subsidiária da chilena Sigdo Koppers) estavam na torre.

Além dos dois, mais cinco trabalhadores morreram e outros 13 ficaram feridos. As autoridades investigam o que motivou o desabamento. A Polícia Civil deu início às apurações e ouviu funcionários que presenciaram a queda das torres.