O homem era responsável por levar a criança até a escola.

A equipe da Delegacia de Atendimento à Criança e Adolescente Vítima (Deacav) de Aracaju cumpriu na última quinta-feira, 22, em Aracaju, o mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável, expedido contra um motorista do transporte escolar clandestino.

Segundo o apurado, o homem, que trabalhava clandestinamente como motorista de transporte escolar, é investigado pelo estupro de uma criança de sete anos conduzida diariamente por ele. Os crimes foram praticados em 2019, quando foi instaurado o inquérito policial.

De acordo com os levantamentos, o homem aproveitava-se do contato que a função permitia, para abusar umas das crianças. Assim, com base na fala da vítima, ele costumava levá-la para a residência dele, onde cometia os abusos, antes de entregá-la aos pais.

A família descobriu o ocorrido quando a criança chegou em casa sem o short que fazia parte do conjunto da roupa do balé. Ao perguntar à vítima sobre a vestimenta, o motorista adiantou-se e disse que ela havia esquecido na escola. Desconfiado, um dos parentes começou a questionar a vítima, que contou tudo o que estava ocorrendo.

Diante da situação, a Deacav, chefiada pelos delegados Ronaldo Marinho e Josefa Valéria, foi acionada e, após ouvidas, cumpriu o mandado de prisão preventiva hoje e o homem está à disposição da Justiça.

Fonte e foto: SSP/SE