Mais de 61 mil sergipanos não retornaram para tomar segunda dose, necessária para a eficácia da imunização contra o coronavírus

Segundo a SES, a falta de interesse e a não procura pela vacinação completa pode acarretar numa piora da pandemia.

Foto: SES

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou ontem, 04, um dado preocupante: 61.648 sergipanos que tomaram a primeira dose da vacina contra o coronavírus, não retornaram para tomar a segunda dose.

Vale lembrar que no caso das vacinas CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer, as que mais chegam ao estado, a pessoa só fica imunizada contra o coronavírus se tomar as duas doses.

Segundo a SES, a falta de interesse e a não procura pela vacinação completa pode acarretar numa piora da pandemia, novamente.

A secretaria pede que os municípios façam buscativa destes moradores e realizem campanhas ressaltando a importância desta segunda dose. Se você já recebeu a primeira aplicação fique atento ao cartão de vacina e não deixe de concluir o esquema vacinal e ficar de fato imunizado.

Ontem, a secretária Mércia Feitosa tomou a segunda dose e fez um apelo à população. “Já temos dois estados do nordeste onde a variante Delta está circulando e a gente espera ampliar essa cobertura vacinal. As vacinas disponíveis têm cobertura para a variante Delta, então a gente tem que agilizar. Não ir se vacinar não é apenas um prejuízo individual, a pessoa deixa de ampliar a nossa cobertura coletiva no estado”, enfatizou.