Clínica veterinária clandestina é fechada pela PC no interior de Sergipe

O dono da clínica será indiciado pelo crime de maus-tratos, com resultado morte e exercício ilegal de profissão.

Foto: SSP/SE

Na última quarta-feira, 04, policiais civis realizaram em Simão Dias, o fechamento de uma clínica veterinária clandestina. O proprietário da clínica e o dono de um animal serão indiciados.

Os policiais civis foram até a clínica cumprirem um mandado de busca e apreensão, após uma investigação iniciada no mês passado. “As investigações iniciaram-se após a morte de uma cadela da raça American Bully, ocorrida no dia 12 de julho deste ano por complicações decorrentes de uma cesariana”, informou o delegado Clever Farias.

Segundo ele, o proprietário da clínica, identificado como José Gilberto Pinto Santos realizava procedimentos cirúrgicos em animais sem possuir formação específica e habilitação legal. Além disso, a clínica não possuía alvará de funcionamento.

José Gilberto será indiciado pelo crime de maus-tratos, com resultado morte e exercício ilegal de profissão.

O proprietário da cadela que morreu após a cirurgia, identificado como Anderson Santos da Silva também será indiciado, pelo crime de maus-tratos, visto que colocou o seu animal em situação de risco.

“Durante as buscas, foram apreendidos remédios, instrumentos cirúrgicos e constatada a ausência de condições sanitárias adequadas para o atendimento de animais”, destacou o delegado.

Ainda conforme as investigações, José Gilberto costumava cobrar um valor bem abaixo do que é cobrado em outras clínicas, e com isso atraía uma boa clientela.