Confira o voto dos deputados sergipanos no projeto que permite a privatização dos Correios

O projeto agora segue para análise no Senado. Dos sergipanos, apenas Gustinho Ribeiro não participou da votação.

Foi votado na última quinta-feira, 05, na Câmara dos Deputados, o projeto que permite que os Correios sejam privatizados e autoriza a exploração de todos os serviços postais brasileiros pela iniciativa privada. Por 286 votos contra 173, o projeto foi aprovado e agora irá para análise no Senado Federal. Houve duas abstenções.

De acordo com o texto-base do projeto, que tem como relator o deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA), a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) “será transformada em uma empresa de economia mista, chamada de Correios do Brasil, e modifica a função da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que também será responsável por regular os serviços postais”.

Saiba mais sobre o projeto acessando este link.

O VOTO DOS SERGIPANOS:

Dos oito deputados sergipanos, apenas Gustinho Ribeiro (Solidariedade) não esteve presente na votação.

Votaram a favor do projeto os deputados Fabio Reis (MDB), Laercio Oliveira (PP) e Valdevan Noventa (PL).

Votaram contra o projeto os deputados Bosco Costa (PL), Fabio Henrique (PDT), Fábio Mitidieri (PSD) e João Daniel (PT).

Fabio Henrique, Fábio Mitidieri e João Daniel utilizaram as redes sociais para justificarem os seus votos contra o projeto.

O deputado Fabio Henrique publicou o seguinte: “Infelizmente, a privatização dos Correios tem tudo para virar realidade. Votei contra porque é uma empresa que dá lucro ao Brasil e também porque deixará inúmeros desempregados, inclusive em Sergipe”.

“Lamento muito a votação de hoje do PL 591/2021, que aprovou a privatização dos Correios. A estatal com 358 anos de história, estratégica para o Brasil será transferida para a iniciativa privada prejudicando a população mais pobre, de municípios mais distantes, de áreas remotas que ficarão completamente desassistidos”, publicou Mitidieri.

João Daniel utilizou as redes sociais para publicar a seguinte nota: “Lamentavelmente foi aprovada na Câmara dos Deputados mais uma ação de desmonte do Estado. Com 286 votos sim e 173 não, foi aprovada a privatização dos Correios. Lutamos juntos aos trabalhadores e trabalhadoras dos Correios e votamos NÃO a este crime contra a pátria”.

Os demais deputados não fizeram nenhuma postagem sobre o assunto.