Hemose está com baixo estoque de todos os tipos sanguíneos e convoca sergipanos a serem doadores

Desde o início da pandemia, as doações de sangue caíram bastante.

Foto: SES

O Hemocentro de Sergipe (Hemose) continua convocando os sergipanos a doarem sangue e ajudarem na reposição dos estoques de todos os tipos sanguíneos, que estão muito baixos.

Desde que começou a pandemia, a direção do Hemose relata a queda nas doações e sempre faz campanhas para incentivar que as pessoas aptas tornem-se doadores com frequência, inclusive, o Hemose disponibiliza um ponto de doação no Shopping Riomar.

“Esse sangue que as pessoas doam, passa por diversos testes e depois vai para o atendimento de pacientes na rede hospitalar em tratamento oncológicos, leucemias, aplasias, anemias crônicas, além de outras doenças”, informa Rozeli Dantas, Gerente de Ações Estratégicas.

Dentre as campanhas desenvolvidas para mobilizar a população, principalmente do interior do estado, mais distante do Hemocentro, a doar sangue, o Hemose está disponibilizando um transporte gratuito, para levar no mínimo, um grupo com 14 doadores.

Ao doar sangue, você pode estar salvando até quatro vidas. Doar faz bem para quem doa, e para quem recebe o sangue.

SAIBA OS CRITÉRIOS NECESSÁRIOS PARA SER UM DOADOR DE SANGUE:

As pessoas que tem de 16 a 69 anos e peso acima de 50Kg. É necessário apresentar documento com foto, válido em todo o território nacional, como por exemplo, carteira de identidade.

Para homens, o intervalo mínimo entre as doações é de 60 dias (com até quatro doações no período de 12 meses). Para mulheres, o intervalo mínimo é de 90 dias (com até três no período de 12 meses).