“Fiquei muito triste de alguém duvidar do meu profissionalismo” diz auxiliar de enfermagem sobre acusação de falsa aplicação da vacina

O caso vem repercutindo bastante nas redes sociais desde o fim de semana, e ontem, 23, o Governo de Itabaiana e a Secretaria de Saúde se pronunciaram.

No último fim de semana, um vídeo mostrando uma suposta aplicação fake da vacina contra o coronavírus numa jovem de Itabaiana repercutiu bastante nas redes sociais. A profissional mostrada no vídeo é Iracema Prudente, uma das auxiliares de enfermagem mais antigas da Secretaria Municipal de Saúde.

Ontem, 23, o Governo de Itabaiana e a Secretaria de Saúde se pronunciaram sobre o caso, informaram que não procede a falsa aplicação e se solidarizaram com a profissional em questão.

“Repudiamos qualquer tipo de tentativa de difamação contra a nossa equipe de profissionais da saúde. Os ataques absurdos e injustos contra a nossa funcionária não ficarão impunes. A mesma é referência e exemplo de compromisso com a saúde pública para milhares de profissionais da saúde do nosso município”, disse a gestão, em nota.

Num vídeo publicado nas redes sociais oficiais, Iracema falou sobre o caso, ao lado de alguns colegas da secretaria. “Trabalho com muita responsabilidade e fiquei muito triste de alguém duvidar do meu profissionalismo. Mas que Deus tenha compaixão dessa criatura”, disse a enfermeira.

Ainda segundo a nota da gestão, o assunto em questão faz parte de ataques ao Governo de Itabaiana. “O Prefeito Adailton Sousa jamais deixará que ataques oportunistas e politiqueiros tirem o brilho e a honra de quem tem sido guerreira na batalha de frente contra essa Pandemia”, completa a nota.

Iracema tem 61 anos e foi a primeira itabaianense a ser imunizada contra o coronavírus. Ela recebeu a primeira dose da coronaVac no dia 20 de janeiro, quando iniciou a imunização na cidade serrana.

Ela foi escolhida justamente por ser referência para os profissionais da saúde de Itabaiana e dedicou mais de 30 anos de sua vida à saúde dos itabaianenses.

O Governo de Itabaiana disse que os responsáveis pela falsa notícia não ficarão impunes e responderão pela acusação.