Dose de reforço será aplicada no público-alvo a partir da segunda quinzena de setembro

Confira quem integra o grupo que tomará esta terceira dose, conforme o Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde informou que aplicará a dose de reforço da vacina contra o coronavírus a partir da segunda quinzena de setembro, quando já tiver distribuído doses para a primeira aplicação suficiente para toda a população a partir de 18 anos.

Inicialmente só receberão esta terceira dose os idosos a partir de 70 anos e a população de imunossuprimidos, e o objetivo é dar uma maior proteção a estas pessoas.

Serão imunizados com o reforço, os idosos que tomaram a segunda dose ou dose única há seis meses e os imunossuprimidos que foram vacinados com as doses acima há 28 dias.

No caso dessa dose de reforço poderá ser utilizada uma vacina de outro fabricante, tendo como preferência, a aplicação da Pfizer, mas podendo também ser feita a aplicação da Janssen ou AstraZeneca.

Integram o grupo de imunossuprimidos as seguintes pessoas:

– Pessoas transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea;

-Pessoas com HIV e CD4 <350 células/mm3;

-Pessoas com doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida;

-Pessoas em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias;

-Pessoas com neoplasias hematológicas;

-Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses.