Laboratório da UFS Lagarto atua no combate a pandemia com a realização de testes para coronavírus

Uma das maneiras efetivas de frear a contaminação pelo o novo coronavírus SARS-CoV-2 consiste na testagem em massa da população.

Ações de testagem permitem identificar as pessoas com o vírus, promover o isolamento, evitando a transmissão para outras pessoas. A redução geral das infecções possui um impacto direto na saúde da população, bem como reduz o aparecimento de novas variantes.

O Laboratório de Biologia Molecular Microbiologia (LABMIC) da Universidade Federal de Sergipe campus de Lagarto, vem se dedicando às testagens da COVID-19 há um ano e meio. Os trabalhos iniciaram em março de 2019, com a testagem dos colaboradores do Hospital Universitário de Lagarto (HUL), totalizando aproximadamente 400 testes.

O laboratório também participou do projeto EPISERGIPE, atividade que monitorou o espalhamento do vírus no estado, bem como averiguou os impactos socioeconômicos da pandemia em Sergipe. Durante esse projeto, realizou-se aproximadamente 8.000 testes somente neste laboratório.

Em outra ação do laboratório em parceria com a Prefeitura Municipal de Lagarto, montamos uma central de testagem e acompanhamento da COVID-19.

Até agora, já foram realizados cerca de 5.000 testes e o acompanhamento de 1.200 pacientes. Outras ações de testagem envolveram ainda os municípios de Simão Dias e Itabaiana. Até agora, em todas ações descritas realizamos mais de 13.000 testes, envolvendo testes rápidos e sorológicos.

O LABMIC continua suas atividades no combate à Covid-19 e continua a serviço da comunidade universitária, bem com disponível para parcerias com outros municípios na luta incessante contra a pandemia da COVID-19.

*Essa matéria foi desenvolvida por integrantes do Programa de Pós-graduação em Ciências Aplicadas à Saúde da UFS de Lagarto, que semanalmente trará matérias sobre assuntos de interesse da população, aqui no Portal Itnet