Secretaria de Saúde orienta municípios sobre o início da imunização dos adolescentes

A orientação da SES é que os municípios que já aplicaram a primeira dose nos adultos e que tenham vacinas da Pfizer em estoque iniciem a aplicação neste grupo.

Foto: SES

Com o avanço da vacinação contra o coronavírus nos adultos, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) orienta os municípios a iniciarem a imunização dos adolescentes entre 12 e 17 anos, desde que alguns critérios sejam seguidos.

A orientação da SES é que os municípios que já aplicaram a primeira dose na população adulta e que tenham vacinas da Pfizer em estoque iniciem a aplicação neste novo grupo.

“Esta recomendação da SES se deve ao fato de que há munícipios que estão com vacinas da Pfizer em estoque e não há mais procura por parte do público adulto. A vacinação não está liberada para todos os municípios. É preciso atentar para os critérios para que não deixemos ninguém para trás. É necessário que cada município faça uma análise rigorosa da sua realidade antes de avançar na vacinação dos adolescentes”, destacou Marco Aurélio Góes, diretor de Vigilância e Saúde da SES.

A prioridade desta nova etapa são os adolescentes com comorbidades, deficiências, em medidas socioeducativas e as adolescentes gestantes e puérperas.

Porém, para avançar aos adolescentes, os municípios devem dar ampla divulgação da vacinação para pessoas maiores de 18 anos, garantindo a oportunidade de se vacinarem antes do início da nova etapa.

Os municípios que não têm mais população com 18 ou mais a ser vacinada devem comunicar oficialmente à Secretaria de Saúde.