Com restrições, Governo libera retorno parcial de torcida nos estádios sergipanos

Para este primeiro momento está liberado a ocupação de apenas 20% da capacidade total dos estádios.

Foto: Governo de Sergipe

O Governo de Sergipe e o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae) decidiram liberar o retorno parcial da torcida nos estádios, desde que, seguindo alguns requisitos.

Para este primeiro momento está liberado a ocupação de apenas 20% da capacidade total dos estádios, e serão contemplados os times que disputam o Campeonato Brasileiro atualmente. Além disso é necessário que os clubes sigam as seguintes medidas:

-Os ingressos devem ser vendidos APENAS por meio eletrônico, não é permitida a venda na bilheteria dos estádios;

-Só terá acesso ao estádio, os torcedores que tenham recebido a segunda dose da vacina contra a Convid-19, ou a dose única, ou ainda o torcedor que apresente o teste Antígeno ou RT-PCR, realizada em 72h antes da partida;

-É necessário o distanciamento de um metro e meio e uso de máscaras PFF2 ou a máscara cirúrgica somada a de tecido durante todo o tempo;

-O acesso, de entrada ou saída do estádio devem ser organizados para que não haja aglomeração de pessoas;

-É proibida a presença de torcida visitante, a venda de alimentos e bebidas no estádio e aglomeração de pessoas nas imediações do estádio no dia e local do jogo;

-Todos os portões que derem acesso aos setores comercializados devem ser fechados com antecedência mínima de 1 hora do início da partida;

-Tirando os atletas em campo e a equipe de arbitragem, durante todo o jogo, o uso de máscaras é obrigatório para atletas nos vestiários e nos bancos reservas, o público em geral, os profissionais de imprensa, de saúde, de segurança pública e de outras atividades.

A partida que marcará o retorno da torcida será hoje, 17, entre Confiança e Sampaio Corrêa, pela Série B do Brasileirão. O jogo será na Arena Batistão e vai ser um evento-teste para esta retomada.

O Governo de Sergipe deixou claro que a qualquer momento poderá revogar essa liberação, caso as regras não sejam cumpridas ou os dados referentes ao coronavírus tenham alteração negativa. A reunião que definiu as medidas contou com a presença dos representantes do Confiança, Itabaiana e Sergipe.