Projeto da UFS verificará o impacto da pandemia no tratamento odontológico de pessoas com necessidades especiais oferecido pelo SUS

Os tratamentos odontológicos realizados por dentistas especialistas em pacientes especiais serão analisados no Brasil e nas cinco macrorregiões.  

Pessoas com necessidades especiais (PNEs), para a odontologia, são aquelas que apresentam alguma limitação temporária ou permanente que necessitam de adaptações ao tratamento odontológico convencional. Essa parcela da população pode apresentar piores condições de saúde bucal e precisar de atendimentos mais frequentes.  

Diante do cenário da pandemia da covid-19, os atendimentos odontológicos para PNEs sofreram adaptações, limitando-se em um primeiro momento aos atendimentos de urgência e emergência, e posteriormente, esses usuários foram incluídos nos grupos prioritários para os atendimentos odontológico convencional.

Assim, o objetivo desse projeto de pesquisa será avaliar o impacto da pandemia da covid-19 na realização dos procedimentos odontológicos de PNEs no SUS, utilizando dados de janeiro de 2019 a dezembro de 2021 extraídos do Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS(SIA-SUS) como instrumento para caracterização das ações em saúde bucal.

Os tratamentos odontológicos realizados por dentistas especialistas em pacientes especiais serão analisados no Brasil e nas cinco macrorregiões.  Assim, a análise da eficiência em prestar assistência odontológica a PNEs pode auxiliar no planejamento futuro das ações em saúde bucal do serviço público.

Resultados preliminares deste estudo mostraram que o tratamento odontológico para problemas da gengiva realizado por especialistas em pacientes especiais no SUS apresentaram uma diminuição substancial a partir de março de 2020, quando do início da pandemia no país (Figura 1).

As médias das quantidades de tratamentos realizados antes do início da pandemia foram significativamente maiores no país e em todas as suas macrorregiões comparadas com os resultados após o início da pandemia. Esses resultados foram apresentados no II Encontro de Periodontia e Implantodontia do Ceará e ganhou premiação de 1º lugar nas apresentações de fórum livre acadêmico.

*Essa matéria foi desenvolvida por integrantes do Programa de Pós-graduação em Ciências Aplicadas à Saúde da UFS de Lagarto, que semanalmente trará matérias sobre assuntos de interesse da população, aqui no Portal Itnet