Caso Marcelo Hercos: PC identifica mais um envolvido na ação. O suspeito está foragido

De acordo com as investigações, o quarto suspeito alugou o veículo que os outros três homens usavam no posto de combustíveis.

Com o decorrer das investigações acerca da tentativa de homicídio contra o delegado Marcelo Hercos, a Polícia Civil anunciou que a Coordenadoria Geral de Perícias detectou um quarto envolvido no caso. Ele foi identificado como Cristian Magno dos Santos Cruz, que está foragido.

“De acordo com a investigação, Cristian foi o responsável por alugar o veículo utilizado na investida criminosa. Cristian Magno dos Santos Cruz já foi preso por tráfico de drogas, apropriação indébita de veículo locado e violência doméstica”, informou a PC.

ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA:

As investigações apontam que Cristian integra uma associação criminosa que comete crimes de estelionato.

O grupo é especialista em alugar carros de locadoras, não devolvê-los e registrar boletins de ocorrência alegando roubo ou furto. Isso foi feito com o veículo Prisma utilizado pelo trio no posto de combustíveis em Aracaju.

“O Cope apurou que, ainda na noite do crime, Cristian procurou uma delegacia de Salvador (BA) onde registrou o falso boletim de ocorrência sobre furto ou roubo do veículo Prisma. A Polícia Civil investiga se ele permaneceu na Bahia ou se veio a Sergipe”, disse a Polícia Civil.

O CASO:

Marcelo Hercos estava de folga e fazia compras numa loja de conveniência num posto de combustíveis no Bairro Aruana, em Aracaju, na tarde da terça, 21, quando na fila desconfiou que três homens passavam notas falsas.

Já fora da loja e ainda no posto, ele abordou o trio. Um deles reagiu, houve luta corporal e o suspeito conseguiu pegar a arma do delegado e atirou contra ele. Em seguida, os três fugiram, num carro que estava no posto.

O delegado foi socorrido, recebeu os primeiros atendimentos numa UPA e em seguida foi transferido para o Huse, onde passou por uma cirurgia.

Ele está internado na UTI em estado grave, intubado e sedado, sem previsão de transferência para outra ala do hospital.

DOIS PRESOS:

Na manhã da quarta, 22, policiais do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) realizaram a prisão de dois dos três suspeitos.

Eles foram presos numa pousada na Orla de Atalaia, e conduzidos em seguida para o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), responsável por investigar este caso. Os presos foram identificados como Manuel Santos Farias Neto e Daniel dos Santos.

AUTOR DOS DISPAROS:

O suspeito de ser o autor dos disparos contra Marcelo se entregou na sede da SSP da Bahia hoje. Ele foi identificado como Wellington de Carvalho Bispo.

A Polícia Civil chegou à identificação do homem com o decorrer das investigações, que tem à frente o Cope e com base nas imagens das câmeras de segurança do posto onde o caso ocorreu.

Marcelo já comandou a Delegacia Regional de Itabaiana e atualmente está lotado na 7ª Delegacia Metropolitana, em Nossa Senhora do Socorro.