Ela assumirá o cargo no lugar de Diná Almeida, que teve o seu mandato cassado.

Foto: TRE/SE

Ocorreu na última quinta-feira, 23, a solenidade de diplomação de Maria das Graças Souza Garcez, a Gracinha Garcez, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE). Ela assumirá o cargo de deputada estadual no lugar de Diná Almeida, que teve o seu mandato cassado.

“Cumprindo a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o desembargador presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe, Roberto Eugênio da Fonseca Porto, diplomou a deputada estadual Maria das Graças Souza Garcez”, publicou o Tribunal em seu site.

GRACINHA GARCEZ:

Após a cassação do mandato de Diná Almeida (PODEMOS) confirmado pelo TSE, o TRE fez a retotalização dos votos para o cargo na eleição de 2018 e anunciou que Gracinha Garcez assumirá a vaga na Alese no lugar de Diná.

Gracinha, filiada atualmente ao PSD estava como suplente da coligação “Para Renovar Sergipe” e obteve 16.179 votos em 2018. Com a retotalização dos votos, ela foi eleita por média como deputada estadual.

A nova deputada por Sergipe tem 63 anos, é natural de Itaporanga D’Ajuda e já foi prefeita da cidade por duas vezes, entre os anos de 2005 a 2008 e de 2013 a 2016.

No ano passado ela disputou mais uma vez a Prefeitura, mas não obteve êxito.

DINÁ ALMEIDA:

Em sessão na última terça-feira, 21, o plenário do TSE confirmou a cassação do mandato da deputada estadual por Sergipe Diná Almeida. O TRE já havia tomado a decisão anteriormente, que foi seguida pelo Superior.

A cassação se dá por abusos de poder econômico e político, visto que o Tribunal considerou que Diná e o seu marido, Diógenes Almeida, que em 2018 era prefeito de Tobias Barreto utilizaram a máquina municipal em favor da candidatura dela.

Acesse este link e saiba mais sobre este caso.