A assinatura do deputado João Marcelo foi decisiva para a CPI ser protocolada.

Após muitos meses de expectativa, tanto por parte da população como dos líderes da oposição na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), a CPI da Covid foi protocolada na Casa de Leis do estado na manhã desta quinta-feira, 14.

Para ser protocolado, o requerimento da CPI precisava de oito assinaturas, porém, só tinha sete, mas na manhã de hoje, a assinatura do deputado João Marcelo foi decisiva e garante o avanço da CPI.

Além dele, já haviam assinado o requerimento, os seguintes deputados: Georgeo Passos (responsável por coletar as assinaturas), Samuel Carvalho, Gilmar Carvalho, Kitty Lima, Zezinho Guimarães, Rodrigo Valadares e Iran Barbosa.

O objetivo é investigar e informar ao povo sergipano, como os recursos destinados ao enfrentamento ao coronavírus foram utilizados em Sergipe, entre eles, os milhões que foram para o Consórcio Nordeste, porém, nenhum respirador chegou ao estado.

A oitava assinatura foi comemorada pelos deputados que já haviam assinado o requerimento anteriormente.

“Dia histórico! Conseguimos a oitava assinatura. Precisamos saber como os recursos foram gastos”, publicou Georgeo Passos.

Kitty Lima postou o seguinte: “Agora é trabalhar para que os resultados mostrem a verdade”. Rodrigo Valadares escreveu que “O bicho vai pegar! Queremos saber onde está o dinheiro dos respiradores”.

Responsável pela oitava assinatura, João Marcelo disse que “o momento é importante para analisar tudo o que aconteceu durante a pandemia em Sergipe”.