A Secretaria Municipal de Saúde alerta a população a manter os cuidados necessários para evitar o contágio e se vacinar.

A Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju confirmou na última terça-feira, 19, que a capital sergipana já está com a transmissão comunitária da Variante Delta do coronavírus e alerta a população a manter os cuidados necessários para evitar o contágio e não deixar de tomar as duas doses (ou três) da vacina.

A transmissão comunitária é justamente aquela onde não é mais possível identificar a origem da infecção e indica que o vírus está em circulação na população. A identificação da variante ocorre através do sequenciamento genético, em teste realizado na Fiocruz.

Para a infectologista da Secretaria Municipal de Saúde, Fabrízia Tavares, as pessoas devem fazer a sua parte e manter todos os protocolos de segurança e não deixar de se vacinar.

“Estamos vivendo uma fase da pandemia crucial e estratégica, em que o andamento da campanha de vacinação está tendo uma celeridade importante, mas, em contrapartida, estamos nos deparando com a transmissão comunitária da variante Delta, também conhecida como variante indiana, cuja transmissibilidade é três a quatro vezes maior que a cepa original. Lembrando que o risco de uma variante altamente infectante, apesar da baixa letalidade observada, é a capacidade de causar muitos adoecidos de uma só vez, com maior busca dos serviços de saúde”, explica a infectologista.

Apesar da situação de transmissão comunitária, os números relativos ao coronavírus, no momento, continuam em queda na capital sergipana. Porém, a população não deve se acomodar com isso e os cuidados devem continuar, por parte de todos.

Além de Aracaju, a Variante Delta já foi confirmada em pacientes de Nossa Senhora do Socorro, Canindé de São Francisco e Simão Dias, porém, nestas cidades não há indícios de transmissão comunitária.

Foto: SMS