Foram presos pela Polícia Civil e Militar, a esposa, o filho e um compadre da vítima.

Na manhã da última quarta-feira, 20, um crime chocou a população de Propriá. O idoso Ailton Panta da Silva, de 64 anos foi encontrado sem vida, com sinais de crueldade. A esposa, o filho e um compadre da vítima foram presos em flagrante, suspeitos de planejar e executar o crime.

De acordo com o delegado Fábio Alan, responsável por investigar o caso, o intuito do trio era tirar a vida de Ailton para ficar com o dinheiro da venda de cabeças de gado, feitas por ele, no valor de aproximadamente R$ 30 mil.

“Segundo o que foi levantado pelos policiais, o planejamento do crime foi feito há cerca de 15 dias, sendo que a vítima foi emboscada e executada nas proximidades de sua residência, sendo morta com requintes de crueldade pelo próprio filho e seu compadre. Já a sua companheira ficou nas imediações, fazendo a vigilância enquanto o crime era cometido”, informou a Polícia Civil.

Os homens utilizaram uma arma de fogo e também uma arma branca para tirar a vida do idoso, que não teve chances de defesa.

Ainda conforme a PC, em seu depoimento, o filho de Ailton confirmou que foi ele que planejou toda a ação contra o pai.

O trio foi preso pouco tempo após o crime, durante diligências de policiais do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM) e da Delegacia Regional de Propriá.

Os três presos em flagrante foram encaminhados à delegacia do município e responderão pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte).

Foto: SSP/SE