Apesar de ser nítido de que hoje o Liverpool está em um patamar acima do Manchester United, uma sonora goleada com certeza não estava na maioria dos palpites. Neste domingo, 24, o Liverpool foi até Old Trafford e derrotou o United com um sonoro 5 a 0. Keita e Diogo Jota abriram os trabalhos, e Mohamed Salah anotou os outros três gols da partida.

Mo Salah histórico

Além do natural destaque pelo hat-trick, o egípcio anotou seu nome na história por outros fatores. Com os gols de hoje, ele chegou a 10ª partida consecutiva de Premier League marcando gols. É a primeira vez que um jogador consegue este feito.

Não bastasse isso, ele alcançou a marca de 107 gols na PL, superando Didier Drogba e sendo agora o africano com mais gols na história da liga. Quer mais recorde? Ele foi o primeiro atleta visitante a marcar um hat-trick no estádio dos Red Devils desde 2003. Antes dele, apenas Ronaldo Fenômeno, pelo Real Madrid, na Champions League.

E por último, mas não menos importante, foi o primeiro jogador adversário a anotar três gols em uma partida de Premier League diante do United no Teatro dos Sonhos. Recordes extraordinários do egípcio que desponta como o favorito para o título de melhor do mundo nesta temporada.

Solskjaer em cheque

Para o United, além da lamentação pela goleada e pela grande temporada vivida pelo rival, fica a pressão para o treinador Ole Gunnar Solskjaer. Pressionado pela instabilidade do time desde o início da temporada, o ciclo do norueguês à frente do clube pode estar chegando ao fim.

Com muitos problemas defensivos e diversas dificuldades criativas na parte ofensiva, OGS não aparenta ter maiores recursos à oferecer. O United se reforçou com grandes nomes como Cristiano Ronaldo e Jadon Sancho, e mesmo assim problemas antigos permanecem. E agora piores.

O time compete cada vez menos, parece cada vez mais fragilizado e a escassez de ideias vai ficando evidente. Seria a goleada o suficiente para uma troca no comando? Descobriremos.

Foto: Reprodução/Twitter Liverpool FC