A tradicional live das quintas-feiras nas redes sociais do presidente tem grande número de internautas acompanhando.

Arquivo/Instagram Jair Bolsonaro

O Facebook e o Instagram tiraram do ar hoje, 25, a live do presidente do Brasil Jair Bolsonaro, da última quinta-feira, 21. O motivo? Bolsonaro associou as vacinas contra o coronavírus com o desenvolvimento da Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (AIDS).

Em sua fala, Bolsonaro disse que relatórios oficiais do Reino Unido teriam sugerido que as pessoas totalmente vacinadas, ou seja, com as duas doses ou dose única estariam desenvolvendo a AIDS, “muito mais rápido do que o previsto”.

Ao retirar a live do ar, o Facebook informou o seguinte: “Nossas políticas não permitem alegações de que as vacinas de Covid-19 matam ou podem causar danos graves às pessoas”.

A tradicional live das quintas-feiras nas redes sociais do presidente tem grande número de internautas acompanhando.

Vale lembrar que não há nada que comprove que haja uma relação entre as vacinas e a doença.