Depois do confronto pelas semifinais da Copa do Brasil, Athletico-PR e Flamengo voltaram a se enfrentar nesta terça-feira, mas agora pelo Campeonato Brasileiro. Em partida atrasada da 4º rodada, os rubro-negros terminaram empatados em 2 a 2. Gols de Renato Kayzer e Bissoli para o Furacão e de Gabriel Barbosa (duas vezes) para os cariocas.

Gabigol, inclusive, pôs fim a um jejum de nove partidas sem marcar. Seus gols, ambos no primeiro tempo, pareciam colocar o Flamengo no caminho para uma vitória fácil. Diferentemente dos jogos da Copa do Brasil, quando o Athletico foi superior – e não atoa conseguiu a classificação vencendo no Maracanã por 3 a 0 -, na primeira etapa o time de Renato Gaúcho foi avassalador.

Contou não apenas com o retorno da inspiração de Gabriel, mas também com uma atuação coletiva sólida e impositiva. Depois da eliminação e da tentativa de Renato de entregar o cargo, as coisas pareciam voltar aos eixos. Não só pela atuação, mas também pelo que o resultado representava: diminuir a distância para o líder Atlético Mineiro.

No entanto, as coisas mudaram no segundo tempo. O time de Alberto Valentim, finalista da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana, mas que está em posição delicada no Brasileirão, voltou muito melhor. Empurrou o Flamengo para a defesa e diminuiu o placar com Renato Kayzer. Este que, não fosse o VAR, teria sido expulso ainda no primeiro tempo.

Com quatro gols em seis jogos diante do Flamengo desde que foi contratado pelo CAP, Kayzer foi novamente o símbolo de um Athletico pilhado. Sem desistir, os paranaenses persistiram em busca do empate e conseguiram. Nos acréscimos, Nikão cobrou escanteio, Bissoli aproveitou a falha de Diego Alves e deixou tudo igual na Baixada.

Classificação

Com o resultado, o Flamengo permanece distante Atlético Mineiro. Na terceira colocação com 50 pontos, os rubro-negros estão a nove de distância do Galo, líder do Brasileirão, mas que tem um jogo a mais em relação aos cariocas. Apesar da partida a menos, os dois pontos que escaparam nos acréscimos podem fazer muita falta neste momento decisivo na corrida pelo título nacional.

Já o Athletico-PR, em sinal de alerta para a zona de rebaixamento, chega aos 35 pontos conquistados. Apesar da boa fase nas competições de mata-mata, o time paranaense não vence há cinco jogos no Brasileiro. O resultado de hoje, mesmo com sabor de vitória, ainda não foi o suficiente para afastar o time da degola.

Agenda

O CAP volta a campo no próximo domingo, 7, diante do RB Bragantino, às 16h, no estádio Nabi Abi Chedid. Já o Flamengo, joga apenas na segunda-feira, 8, e encara a lanterna Chapecoense na Arena Condá, a partir das 20h.

Foto: Gustavo Oliveira/athletico.com.br