O povo quer o apoio de quem tem voz ativa para que algo seja feito.

Se tem um assunto que gera dúvidas e está dando muita dor de cabeça à população itabaianense é o anúncio que a Deso fez sobre a cobrança de uma nova taxa, a partir deste mês, referente ao esgotamento sanitário.

A população está na bronca e procura a imprensa por muitos motivos, principalmente, a falta de informação e comunicação da empresa para com o povo, e também a própria cobrança, num momento tão crítico para todos, onde conter gastos é essencial.

Quem paga uma fatura da Deso de R$ 50,00, por exemplo terá que pagar, com essa nova taxa R$ 90,00. Esses 80% a mais são referentes ao serviço de esgotamento sanitário.

Segundo a empresa, “a cobrança efetiva da tarifa será feita apenas nos imóveis que serão contemplados com a rede de esgoto. Portanto, se a rede de esgoto ainda não passa em sua rua, NÃO haverá cobrança”.

Mas essa questão deixa muitas dúvidas… A empresa já estava preparando a população? Porque ao que parece, todos foram pegos de supetão. Por que uma taxa tão alta, num momento tão difícil? E quem não puder pagar, o que faz? Quem de fato terá que pagar, porque isso não está tão claro? Quais os benefícios desse esgotamento sanitário para a população?

Esses questionamentos dos itabaianenses já foram passados por nossa equipe à Deso, e estamos aguardando essas respostas, porque também estamos sem entender.

O povo quer o apoio das autoridades da cidade, para que uma mobilização seja feita, porque direta e indiretamente, esse assunto atinge a todos, e principalmente, os menos favorecidos.

O advogado, vereador e Presidente da Câmara, Marcos Oliveira já informou que vai mobilizar uma ação popular e também acionar o Ministério Público.

A população quer apoio de quem tem voz ativa e forte. Quem serão os próximos a “mexerem os pauzinhos” e comprarem essa briga? Atenção vereadores, deputados, prefeito, o que os senhores sabem e tem feito para auxiliar a população?

Esse assunto não para aqui. Vamos continuar e aguardamos, pelo menos, informações mais claras.