Projeto ‘CNH Social’ é aprovado por unanimidade na Alese

A meta é atender a 1,2 mil jovens sergipanos por ano, nas categorias A ou B.

Imagem ilustrativa

A Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) aprovou na última terça-feira, 07, por unanimidade, a criação do projeto ‘CNH Social’, que vai beneficiar jovens sergipanos de 18 a 24 anos. O projeto é de iniciativa do Poder Executivo.

A meta é atender a 1,2 mil jovens por ano, nas categorias A ou B, com abrangência para quem tem renda de até dois salários mínimos, que estejam no Cadastro Único do Governo Federal.

“Serão contemplados os municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), famílias numerosas com menor renda, inscritas no CadÚnico. Projeto importantíssimo que garante dignidade e cidadania”, pontou Zezinho Sobral, líder da bancada governista na Alese.

O CNH Social visa além de possibilitar que jovens de baixa renda possam ter acesso ao serviço, que é caro e não acessível para todos, estimular o desenvolvimento econômico do estado, por meio da ampliação de oportunidades de renda para os beneficiários e também facilitar o acesso a serviços públicos e privados.

“A iniciativa assegura aos sergipanos dispensa do pagamento de todos os custos relativos à obtenção do documento, entre eles os exames médicos, cursos teórico-técnico e a de prática de direção veicular, além dos custos para as provas teóricas e práticas”, informou a Alese.

O projeto segue para a sanção do governador Belivaldo Chagas e após isso serão divulgadas as suas próximas etapas, como por exemplo, informações acerca dos municípios beneficiados.