Garota morre atingida por tiro de espingarda. Polícia investiga se o disparo foi acidental

Conforme o avô da menina, o tiro foi disparado no momento que ela tentava manusear a espingarda.

No último domingo, 12, uma menina de 13 anos morreu no Hospital Regional de Propriá. Ela foi atingida por um tiro de espingarda, em Malhada dos Bois e a Polícia Civil investiga o caso, para confirmar se realmente o tiro foi acidental.

De acordo com o avô da menina, ela estava em sua residência e foi manusear uma espingarda, de sua propriedade, e neste momento o tiro acidental foi disparado. Anteriormente, nervoso, o homem disse que ela havia se suicidado, porém, depois mudou a sua versão.

Na casa do avô da garota, os policiais encontraram e apreenderam a espingarda. O homem foi encaminhado à Delegacia Regional de Propriá, à adoção das medidas cabíveis.

Inicialmente, o caso foi registrado como homicídio culposo (sem intenção de matar), mas a Polícia vai investigar, pois também existe a possibilidade de um homicídio doloso.