Agora clube-empresa, Cruzeiro é comprado por Ronaldo Fenômeno por R$ 400 milhões

Poucas semanas depois de se tornar oficialmente Sociedade Anônima do Futebol (SAF), o Cruzeiro já conheceu seu novo “dono”. Trata-se de Ronaldo Nazário, o Fenômeno. Na tarde deste sábado, 18, foi divulgada a confirmação do acerto de compra por parte do ex-jogador três vezes melhor do mundo.

Com um investimento de R$ 400 milhões, Ronaldo adquirirá 90% das ações do mais novo clube-empresa do Brasil. Segundo comunicado da XP Investimentos, o Fenômeno irá realizar o aporte através da empresa Tara Sports.

Agora acionista majoritário do Cruzeiro SAF, ele se tornará devedor solidário da dívida da Raposa, a qual já ultrapassa o montante de R$ 1 bilhão. Ele, inclusive, será o responsável por quitar as duas dívidas mais urgentes do clube, no valor de R$ 15 milhões, as quais impedem que o Cruzeiro registre novos jogadores. Isso irá permitir que o clube regularize os nove jogadores anunciados até aqui para 2022.

Vale lembrar que ele também é dono de outro clube, o Valladolid, da Espanha. A compra aconteceu em 2018, e o jogador desembolsou 30 milhões de euros para adquirir 51% das ações do time. Uma interação entre as duas “Raposas” é esperada – ambos os clubes possuem não só o mesmo dono, como o mesmo mascote.

De volta para casa

Segundo o Fenômeno, ele tem “muito a retribuir” ao Cruzeiro, clube o qual foi revelado para o mundo. Ele surgiu na Raposa no segundo semestre de 1993 e por lá permaneceu até a primeira metade de 1994. Nesse tempo, se tornou o 35º maior artilheiro da história do clube, com 56 gols marcados em 58 jogos.

Os números são tão expressivos, que Ronaldo foi  foi artilheiro da Supercopa dos Campeões da Libertadores e também do Campeonato Mineiro de 1994. Além disso, foi por essas boas atuações que ele foi convocado para a Copa de 1994, quando a Seleção Brasileira se tornou tetracampeã do mundo.

Foto: Divulgação