CNH SOCIAL: inscrições são reabertas e jovens sergipanos podem tentar o benefício até o dia 28

Para este ano de 2021 são 600 vagas, sendo 300 na Categoria A e outras 300, na Categoria B.

O Governo de Sergipe decidiu reabrir o período de inscrições para o programa CNH Social deste ano de 2021, que vai viabilizar a obtenção do documento de Permissão Para Dirigir (PPD), para jovens sergipanos de 18 a 24 anos. A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 23.

As inscrições ocorrem no site do Detran, na aba ‘CNH Social’, até o dia 28 de dezembro. Após este período será feita a seleção, que levará em conta a renda per capita (renda familiar por pessoa), o maior número de componentes no grupo familiar e a maior idade (18 a 24 anos).

Vale lembrar que para o jovem sergipano se inscrever no programa é preciso que a sua família esteja inscrita no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, com  renda familiar mensal igual ou inferior a dois salários mínimos, que resida em Sergipe e que o interessado tenha entre 18 a 24 anos.

Neste primeiro momento o projeto disponibilizará 600 vagas: 300 para a categoria A e outras 300 para a categoria B.

Após a divulgação da lista dos selecionados, estes terão até dez dias para iniciarem o processo de habilitação, com a identificação biométrica e posteriormente, as demais etapas: exames, aulas, etc.

CNH SOCIAL:

O projeto é de autoria do Poder Executivo e foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese); a meta é atender a 1,2 mil jovens por ano.

O CNH Social visa além de possibilitar que jovens de baixa renda possam ter acesso ao serviço, que é caro e não acessível para todos, estimular o desenvolvimento econômico do estado, por meio da ampliação de oportunidades de renda para os beneficiários e também facilitar o acesso a serviços públicos e privados.

“Os beneficiários terão a dispensa do pagamento dos custos de exames de aptidão física, mental e psicológica, dos custos para emissão e obtenção da PPD, dos valores relativos à realização dos cursos teóricos e práticos de direção veicular, além dos custos inerentes à realização das provas teóricas e práticas”, informou o Governo de Sergipe.