Guia do Sergipão 2022: o que esperar dos recém-promovidos Falcon e América de Propriá

Neste sábado, 15, começa a principal competição de futebol de Sergipe: o Campeonato Sergipano. E para deixar você torcedor atualizado de tudo que virá pela frente, a It Net preparou uma série de textos sobre os times que irão participar do estadual neste ano.

Ao todo, são 10 clubes no Sergipão 2022. São eles: Itabaiana, Sergipe, Confiança, Lagarto, Falcon, América de Propriá, Atlético Gloriense, Freipaulistano, Boca Júnior e Maruinense.

Dividido em dois grupos, o certame terá os integrantes do grupo A enfrentando os do grupo B em partidas de ida e volta. No grupo A, teremos Itabaiana, Sergipe, Freipaulistano, Atlético Gloriense e o América de Propriá. Na chave B, Lagarto, Confiança, Boca Júnior, Maruinense e o Falcon.

E para iniciar a nossa série de textos, iremos falar primeiramente dos times que subiram da segundona. O tradicional América de Propriá e o caçula sergipano, Falcon FC.

América de Propriá: de volta à elite

Com quase 80 anos de história, o América finalmente voltou para a primeira divisão do Campeonato Sergipano. O Tricolor da Ribeirinha é um dos times mais tradicionais do nosso futebol, e com o vice-campeonato da Série A2 em 2021, retornou à elite após oito anos do seu rebaixamento.

Nesse tempo, a equipe chegou a não participar de algumas edições da segundona. Quando participou, ficou duas vezes em quinto lugar, uma em quarto e outra em terceiro. O cenário de dificuldade era bastante diferente dos momentos de glória vividos pelo América na década passada.

Isso porque, em 2007, por exemplo, o América foi o grande campeão da primeira divisão do Campeonato Sergipano, desbancando os gigantes da capital e do interior e fazendo história. Apesar de não ser o primeiro título do clube, que já havia ganho um Sergipão em 1966, foi a reafirmação de uma das grandes agremiações do nosso estado.

Com uma torcida apaixonada, o América sempre teve uma atmosfera diferente no Durval Feitosa. Estádio pequeno, casa lotada e uma dificuldade exacerbada para os adversários conseguirem jogar em seu território. Em 2022, no entanto, o clube irá precisar mandar seus jogos em outro estádio.

O Durval Feitosa irá passar por algumas reformas em sua estrutura. Sendo assim, a diretoria recebeu o aval da Federação Sergipana de Futebol (FSF) para mandar os seus jogos no Estádio Miguel Queiroz Suíra, no município de Porto Real do Colégio, em Alagoas. Isso, no entanto, não deve atrapalhar a conexão entre clube e torcida, já que os moradores de Propriá só precisam atravessar a ponte para chegar no município vizinho.

Como chega o América

Apesar de tradicional, o América de Propriá não chega com recursos de sobra. Por isso, aposta na mescla da experiência e da juventude para fazer uma boa campanha neste estadual.

Entre os destaques do elenco está o meio-campista Lulinha. Revelado pela base do Sergipe, o jogador tem bastante experiência no cenário sergipano e deve ser uma das grandes lideranças técnicas do elenco em 2022.

Mas a experiência está, de fato, no banco de reservas. Elenilson Silva, treinador com passagens por Dorense, Lagarto, Freipaulistano e Boquinhense, é o grande ativo do Tricolor da Ribeirinha. Isso porque, com o time de Dores, Elenilson fez campanhas marcantes e conseguiu proporcionar aos colorados ótimas campanhas no estadual.

Dessa forma, as expectativas do América devem ser modestas para esta temporada. Recém-promovido, o time deve ir em busca de se manter na elite para o próximo ano. Diferentemente de 2012, quando subiu e já foi rebaixado na temporada seguinte, a esperança é de um América que irá fazer valer o peso de toda sua força e tradição para incomodar os rivais neste Campeonato Sergipano.

Falcon FC: o caçula gigante

Fundado em novembro de 2020, o Falcon já nasceu com muita moral em Sergipe. Primeiro clube-empresa do estado, o Carcará chega com um projeto ambicioso e que promete mudar o cenário sergipano.

Com CT e alojamento localizados na zona de expansão de Aracaju, o clube representa a cidade da Barra dos Coqueiros, sendo o primeiro time da cidade a jogar a primeira divisão do Campeonato Sergipano.

Tendo apenas um ano de existência, o Falcon chegou até a elite de forma rápida, mas não de forma fácil. A equipe demorou a engrenar na Série A2 e sofreu com oscilações. No entanto, após a chegada de alguns reforços e do treinador Luciano Quadros, o time engrenou e só parou na conquista do título em cima do América de Propriá.

E os investimentos, inclusive, não ficaram apenas no profissional. A base também é uma das grandes forças do Falcon desde o seu surgimento. Na Série A2 do Sergipano Sub-20, o clube também chegou até a final, mas foi derrotado nos pênaltis pelo Santa Cruz de Riachuelo. Contudo, algum tempo depois, o Santa Cruz foi punido por uma escalação irregular e perdeu o título da competição, cedendo a vaga na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2022 ao Carcará.

Na Copinha, o clube tem sido o grande destaque de Sergipe. Com Lagarto e Confiança eliminados na fase de grupos, o Falcon foi o único sergipano a passar de fase – e em primeiro lugar. Treinado por Erick Luchetti, o clube segue galgando passos maiores na Copinha de 2022. Ontem, 12, derrotou ontem o Velo Clube por 3 a 1 e avançou no mata-mata da competição.

Como chega o Falcon

Apesar de caçula, o clube da Barra dos Coqueiros já tem postura de gigante e em pouco tempo vai mostrando que surgiu no cenário sergipano em busca de grandes feitos. Com resultados quase que instantâneos na base e no profissional, o clube chega com bastante força para o Sergipão de 2022.

Manteve o treinador Luciano Quadros e também a base do elenco que foi campeão da segundona. Além disso, vai se reforçando dia após dia com peças muito interessantes. Um exemplo é o zagueiro João Pedro, que já jogou por Itabaiana e Sergipe e foi um dos melhores zagueiros do Campeonato Sergipano de 2019.

A fórmula do clube é apostar na mescla entre jovens promessas e jogadores com carreira consolidada no cenário nacional. Dessa forma, o clube acredita que conseguirá construir um elenco sólido e capaz de bater de frente com as grandes forças da elite do estado.

Detentor do que muitos clubes sergipanos não possuem, o dinheiro em caixa, o Falcon não vem a passeio para este estadual. A equipe busca novamente grandes feitos, e apesar de não despontar como uma das favoritas naturais ao título, deve dar bastante trabalho para o quarteto Sergipe, Confiança, Lagarto e Itabaiana.

Com bons jogadores, estrutura e um plano claro de onde quer chegar, este deve ser o primeiro de muitos anos do Carcará da Barra dos Coqueiros na primeira divisão sergipana.. Se o futuro será vitorioso, impossível dizer. Todavia, podemos afirmar com certo otimismo que o Falcon desponta como um dos grandes projetos do futebol do nosso estado para o futuro.

it TV Plus

Assim como em 2021, a it TV Plus será o streaming oficial do Campeonato Sergipano. Ainda não é assinante it TV?! Aproveite agora mesmo nossas condições imperdíveis e garanta sua assinatura. São mais de 90 canais disponíveis para você assistir o que quiser. Futebol, basquete, Fórmula 1, filmes, novelas, séries e muito mais. Vai ficar de fora? Clique aqui e assine agora mesmo.

Foto: Antônio Soares/Falcon FC