Guia do Sergipão 2022: o que esperar dos favoritos Confiança, Itabaiana, Lagarto e Sergipe

 

Neste sábado, 15, começa a principal competição de futebol de Sergipe: o Campeonato Sergipano. E para deixar você torcedor atualizado de tudo que virá pela frente, a Itnet preparou uma série de textos sobre os times que irão participar do estadual neste ano.

Ao todo, são 10 clubes no Sergipão 2022. São eles: Itabaiana, Sergipe, Confiança, Lagarto, Falcon, América de Propriá, Atlético Gloriense, Freipaulistano, Boca Júnior e Maruinense.

Dividido em dois grupos, o certame terá os integrantes do grupo A enfrentando os do grupo B em partidas de ida e volta. No grupo A, teremos Itabaiana, Sergipe, Freipaulistano, Atlético Gloriense e o América de Propriá. Na chave B, Lagarto, Confiança, Boca Júnior, Maruinense e o Falcon.

E para finalizar o nosso guia, iremos falar dos times favoritos ao título do campeonato: Confiança, Itabaiana, Lagarto e Sergipe.

+ Guia do Sergipão 2022: o que esperar dos recém-promovidos Falcon e América de Propriá
+ Guia do Sergipão 2022: o que esperar de Atlético Gloriense, Boca Júnior, Freipaulistano e Maruinense.

Confiança: um 2022 de reconstrução

Se 2020 havia sido histórico, com semifinal de Copa do Nordeste, título invicto do Sergipão e manutenção na Série B, 2021 com certeza foi um ano para a torcida do Confiança esquecer. Campanha decepcionante na Copa do Nordeste, eliminado para o modesto 4 de Julho na Copa do Brasil, eliminado para o maior rival, o Sergipe, no Campeonato Sergipano, e ainda rebaixado para a Série C do Campeonato Brasileiro.

Por estes motivos, 2022 será de reconstrução para o Dragão do Bairro Industrial. Após o bom segundo turno sob o comando de Luizinho Lopes na Série B, o treinador foi mantido para esta temporada.

Além da manutenção da comissão técnica, a diretoria também manteve boa parte do elenco que finalizou o ano de 2021. Entre os reforços que chegaram, destaque para o retorno do atacante Renan Gorne, autor do gol que selou o acesso do Confiança para a Série B em 2019.

Segundo maior campeão do estado, o Confiança é um dos grandes favoritos ao título. Apesar das incertezas que rondam o Sabino Ribeiro depois do turbulento e decepcionante 2021, o time azulino entra como uma das maiores forças do campeonato.

Itabaiana: temporada para recuperar calendário

Assim como o Confiança, o Itabaiana também não teve um bom ano de 2021. Eliminado nas semifinais do Campeonato Sergipano para o Lagarto e eliminado na segunda fase da Série D, o time terá um calendário extremamente enxuto em 2022.

Em virtude de não ter chegado na final no ano passado e de não ter conseguido o acesso, o Tremendão terá apenas o Sergipão para disputar. Com isso, a meta do clube é alcançar ao menos a final, para assim voltar a ter um calendário mais recheado no próximo ano.

E o responsável por conduzir o Tricolor da Serra nessa jornada será um velho conhecido: o treinador Leandro Campos. Ele, que já foi vice-campeão sergipano em duas oportunidades comandando o Itabaiana (2016 e 2018), volta agora com a missão de colocar o clube mais uma vez numa final de estadual.

Com elenco reformulado, a diretoria manteve apenas cinco nomes que atuaram na temporada passada. Dos novos contratados, destaque para Elicarlos, experiente volante de 36 anos com passagens por Cruzeiro, Náutico, Chapecoense, Santa Cruz e Figueirense.

Além de jogadores consolidados no futebol estadual e nacional, o Itabaiana também aposta na força da juventude. Dos 31 jogadores que compõem o elenco, sete são oriundos da base tricolor.

O último título estadual do clube foi em 2012, e de lá pra cá, ao todo, são quatro finais disputadas e quatro vice-campeonatos. Mesmo com calendário reduzido, a expectativa é de um Itabaiana novamente entre um dos postulantes ao título.

Lagarto: o ano da consolidação

Depois de um projeto que durou alguns anos, o Lagarto conseguiu ter em 2021 um ano quase perfeito. O clube, que já havia batido na trave em outras oportunidades na disputa pelo título, conseguiu na temporada passada enfim jogar uma final de Campeonato Sergipano. O título não veio, mas a equipe conseguiu rechear o seu calendário para 2022.

Apesar de não ser mais gerido pela família do jogador Diego Costa, o que gerou certa queda dentro do plano financeiro do clube, Lagarto permanece forte no cenário sergipano. Manteve o treinador Betinho, trouxe de volta o lateral Guilherme Lucena e ainda teve a adesão do atacante Luan, que foi artilheiro e campeão sergipano pelo Freiapulistano em 2019.

Nesta temporada, o clube irá jogar, além do Sergipano, a Copa do Brasil e a Série D do Brasileirão. É o ano para o Lagarto se consolidar. Se no cenário de Sergipe o Verdão já é uma realidade há alguns anos, no cenário nacional o time lagartense ainda possui muito a provar.

Assim como todos os outros times presentes neste texto, parte como um dos grandes favoritos para ser finalista do estadual. E claro, vale salientar que a chegada até a final é muito importante para o Lagarto, uma vez que isso garante o calendário novamente preenchido na próxima temporada.

Sergipe: em busca do bicampeonato

Maior campeão sergipano, o Sergipe sempre é um clube que traz consigo grandes expectativas. Em 2020, ano que o clube possuía apenas o estadual para disputar, foi vice-campeão, perdendo o campeonato para o Confiança nos critérios de desempate.

No ano passado, apesar do calendário mais preenchido, parecia estar atrás de seus concorrentes na briga pelo título. Oscilou na primeira fase e não demonstrava ter forças para alcançar a final. Contudo, a volta do treinador Elias Borges mudou esse cenário. O Sergipe eliminou o Confiança, e, de quebra, pôs fim ao jejum de vitórias em clássicos.

Para completar, foi campeão pela 36ª vez e pôde se estruturar ao longo de 2021 para ter um 2022 mais tranquilo. Neste ano, com uma folha salarial um pouco maior, optou por um elenco com mais rodagem e experiência, além de ter sido o primeiro time a começar a pré-temporada a fim de conquistar um preparo físico mais aprimorado.

Na pré-temporada, acabou deixando a desejar. A torcida do Mais Querido não gostou do que viu nos amistosos e a cobrança, apesar de precoce, já começou antes mesmo do campeonato começar.

Postulante ao título, o Sergipe irá dividir as atenções entre Campeonato Sergipano e Copa do Nordeste neste início de temporada, fazendo uma verdadeira maratona de jogos nos próximos três meses. Além dessas competições, o clube também joga a Copa do Brasil e a Série D neste ano. Como via de regra, precisa desempenhar bem no estadual para se manter com calendário recheado e um planejamento mais seguro e bem preparado.

Foto: Antônio Soares/CS Sergipe