Mulher é esganada até a morte em Aracaju. Suspeito do crime é o seu ex-companheiro

Ela foi encontrada sem vida pelo filho, no momento que ele entrou no quarto da mãe.

Maria Ângela de Aquino, de 51 anos, infelizmente é mais uma sergipana a entrar para os casos de feminicídio no estado. Ela foi esganada até a morte e o principal suspeito de crime é o seu ex-companheiro, que está foragido; o caso ocorreu num apartamento em Aracaju, no último domingo, 06.

A causa da morte (por esganadura) foi apontada pelo Instituto Médico Legal (IML), após a realização dos exames de praxe, no corpo de Maria Ângela, que foi encontrada sem vida pelo seu filho, no momento que ele entrou em seu quarto.

A vítima e o suspeito não conviviam mais, porém, ele estava abrigado temporariamente no apartamento dela, mas ela já havia pedido que ele deixasse o local.

Conforme algumas informações, o suspeito foi visto deixando o apartamento e após isso, ninguém teve mais nenhuma informação sobre o seu paradeiro.

A Polícia Civil é a responsável pelas investigações e quem tiver alguma informação sobreo suspeito deve comunicar através do 181; o sigilo é garantido. O corpo de Maria Ângela foi liberado para ser sepultado às 19:30h do domingo.

Foto: redes sociais