Suspeito de feminicídio em Aracaju é preso pela Polícia Civil

O crime ocorreu no início do mês e a vítima foi encontrada sem vida por um de seus filhos.

Na última terça-feira, 15, a Polícia Civil realizou a prisão do homem suspeito de tirar a vida da sua ex-companheira, Maria Ângela de Aquino, de 51 anos, no dia 06 de março. O crime ocorreu no apartamento da vítima, no Bairro Farolândia, em Aracaju.

Ele foi preso ao comparecer numa delegacia da capital, prestar depoimento e dar detalhes da prática criminosa. O mandado de prisão que havia contra ele foi cumprido pelas equipes policiais.

No dia do crime, o Instituto Médico Legal (IML) registrou o caso como “Morte por esganadura”. Em depoimento, o homem deu mais detalhes e foi confirmado que ele também machucou e agrediu bastante a vítima, antes de mata-la.

Maria Ângela foi encontrada sem vida por um de seus filhos, quando ele entrou no apartamento que residia com ela e ao abrir a porta do quarto se deparou com a cena triste.

A vítima viveu durante oito anos com o suspeito e atualmente os dois estavam separados, porém, ela permitiu que ele permanecesse no apartamento, justamente por alegar que não tinha para onde ir.

Imagens de câmeras de segurança registraram o homem deixando o prédio, no dia do crime e desde então, ele estava foragido. Os filhos de Maria Ângela querem que a justiça seja feita e que o homem seja condenado.