TSE mantém cassação do deputado Valdevan 90 e determina retotalização dos votos

A cassação e inelegibilidade do deputado foi mantida por unanimidade.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na sessão desta quinta-feira, 17, por unanimidade manter a cassação e inelegibilidade do deputado federal por Sergipe Valdevan Noventa (PL), por abuso do poder econômico durante a campanha eleitoral de 2018.

Com a decisão do TSE, que ratifica o que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE) já havia decidido, também será feita a retotalização dos votos e anulados, os votos que Valdevan recebeu para o cargo que disputou.

“No mesmo julgamento foram condenadas outras duas pessoas envolvidas no esquema fraudulento: Evilázio Ribeiro da Cruz e Karina dos Santos Liberal, coordenadores de campanha do parlamentar, que também estão inelegíveis pelo período de oito anos, a contar da data das eleições de 2018”, informou o TSE.

O relator do caso foi o ministro Sergio Banhos, que declarou que os envolvidos tentaram dar  uma aparência de que as “doações” recebidas estavam dentro da legalidade.

“Os fatos e documentos servem para qualificar a conduta e a capacidade de comprometer a legitimidade do pleito… Ficou devidamente evidenciada a gravidade”, disse Banhos.

Segundo a investigação, na campanha de 2018 de Valdevan 90 foram recebidas doações de pessoas físicas com origem não identificada, totalizando R$ 86 mil, e de fontes vedadas, comprometendo a igualdade entre candidatos.

O que diz Valdevan sobre a decisão? Confira neste link.