Alese aprova fim da obrigatoriedade das máscaras, mas flexibilização será analisada pelo Comitê Técnico-Científico

A reunião do Ctcae está marcada para a próxima quinta-feira.

Em sessão nesta terça-feira, 22, a Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), por maioria dos deputados decidiu aprovar o projeto de lei do Executivo, que determina o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial, como medida de proteção contra o coronavírus.

Apesar da decisão na Alese, a flexibilização será analisada pelo Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae), em reunião marcada para a quinta-feira, 24, e a partir desse encontro é que se terá um posicionamento, como por exemplo, se o fim da obrigatoriedade será em lugares específicos, etc.

“As decisões ficarão sob a responsabilidade do Comitê, setor responsável pela verificação e avaliação do panorama da Covid-19 em Sergipe. A decisão do governo acontece devido ao controle da crise sanitária em alguns estados brasileiros como: Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso, Rio de Janeiro, entre outros”, informou a Alese, com base no projeto do Executivo.

A obrigatoriedade das máscaras virou lei em Sergipe no dia 06 de maio de 2020, por iniciativa dos deputados Gilmar Carvalho (PSC), Goretti Reis (PSD), Capitão Samuel (PSC) e Francisco Gualberto.

O projeto de autoria do Governo leva em conta a melhora na situação da pandemia do coronavírus em Sergipe, principalmente, em relação aos novos casos, internações e óbitos decorrentes da doença.

*Imagem ilustrativa