Condutor do caminhão envolvido no acidente que vitimou criança em Aparecida se apresenta à Polícia

Ele prestou depoimento, deu a sua versão sobre o acidente e foi liberado em seguida.

O motorista do caminhão de coleta de lixo, envolvido no acidente que vitimou fatalmente o garoto Ruan Barros dos Santos, de oito anos, na última sexta-feira, 25, em Nossa Senhora Aparecida se apresentou à Polícia Civil, na segunda-feira, 28.

Ao lado do seu advogado, o condutor compareceu numa unidade policial em Aracaju, prestou depoimento, deu a sua versão sobre o acidente e foi liberado em seguida, por não estar mais em situação de flagrante.

O caso foi registrado como “homicídio culposo na direção de veículo automotor” e de acordo com a Polícia Civil, em depoimento ele disse que “a criança vinha em uma bicicleta de cabeça baixa e ele ainda tentou acelerar o caminhão para que o veículo saísse da rota de colisão, mas que ainda assim a criança colidiu na lateral”.

O motorista disse ainda que chegou a acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas que deixou o local porque populares o culpavam e ele temia pela sua integridade física.

A Polícia Civil aguarda o laudo do Instituto de Criminalística, que norteará as conclusões do inquérito policial.

O ACIDENTE:

Ruan retornava da escola, em sua bicicleta, no final da manhã da sexta-feira, quando foi atropelado por um caminhão que fazia a coleta do lixo na localidade, já bem perto da casa que o menino residia com sua família.

Filho único, o sepultamento do menino Ruan aconteceu no sábado, 26, no cemitério do município.

Foto: redes sociais