Possível chapa com membros dos grupos de Valmir e Alessandro é desenhada em Sergipe

A desistência de Alessandro ao Governo e união com Valmir agrupa importantes nomes e forma uma chapa considerada extremamente forte.

Enquanto Valmir de Francisquinho não confirma se sairá pré-candidato ou não a governador de Sergipe, muitos cenários se desenham sobre as alianças que Valmir fará.

Uma das possibilidades é que o grupo de Valmir se una com o de Alessandro Vieira, que terá que desistir de sua pré-candidatura e juntos, os dois unam seus grupos e nomes e formem a famosa “CHAPA IMBATÍVEL”.

Se isso ocorrer – e tudo se desenha para este caminho – surgem duas possibilidades. A primeira é a vereadora de Aracaju, Emília Correia como vice de Valmir (isso já foi muito comentado), Eduardo Amorim vai para federal, junto com Talysson de Valmir e abre mão de disputar o Senado, para dar lugar a Daniele Garcia, importante e forte nome do grupo de Alessandro.

Outro desenho coloca Daniele como vice e Emília, para o Senado, já pensando em fortalecer ainda mais Daniele, para a eleição de 2024, à Prefeitura de Aracaju. Amorim e Talysson saem em busca da Câmara Federal.

Para isso ocorrer, Alessandro e Amorim precisarão abrir mão, um de disputar o Governo e o outro, o Senado, algo que os dois querem muito, porém, fazendo isso, eles fortalecem o grupão e criam uma chapa grandiosa em nomes e que tem muito para sair vitoriosa, visto que une forças e lideranças do interior e da capital.

Você acredita na qual possibilidade? Outubro é logo ali.