Sergipe empata com o Falcon e conquista bicampeonato sergipano

Sergipe empatou com o Falcon por 1 a 1 pela final do Campeonato Sergipano, neste sábado (9), e conquistou o bicampeonato estadual – foi também o 37º título da sua história. Os gols foram marcados por Paulinho (Sergipe) e Ronald (Falcon), ambos no 2º tempo.

O Gipão podia empatar ou até perder por um gol de diferença para levantar a taça. Por conta disso, começou o jogo com a marcação alta e não deu muito espaço para o Carcará sair com a bola.

Mesmo assim, o time visitante precisava abrir o placar e, com três atacantes na formação, conseguiu levar perigo para a área do adversário. O Falcon foi a equipe que teve mais chances claras e a sua melhor oportunidade foi aos 33’, com um chute forte de Neto.

Na 2ª etapa, o esquema continuou o mesmo: ataque contra a defesa. Aos 8’, Kaio Wilker fez a primeira finalização do Vermelhinho em toda a partida, mas a defesa ficou fácil para o goleiro do Carcará.

Neto ainda teve outra chance de abrir o placar na sobra, após uma cobrança de falta. Minutos depois, lance polêmico para o Falcon, que pediu pênalti – lembrando que a final tinha a presença do VAR, que considerou lance normal. Léo Rocha tentou aos 25’, mas foi Paulinho, aos 36’, que marcou o primeiro do confronto, após falha da zaga rival.

Com o gol, o Sergipe praticamente consolidou a conquista do estadual, já que o Falcon precisava marcar três vezes em pouco tempo. O Carcará tentou até o último minuto e conseguiu o empate nos acréscimos, com a cobrança de falta de Ronald. A final terminou empatada e com a conquista do 37º título sergipano para o Gipão.

Agora, o Sergipe foca suas atenções para a Série D do Brasileirão. O Falcon não tem mais calendário para 2022.

CALENDÁRIO PARA 2023

Com a conquista, o Sergipe garantiu, além da participação na Copa do Brasil e no Brasileirão Série D 2023, vaga na fase de grupos da Copa do Nordeste. O Falcon também fica com uma vaga em cada uma das competições mencionadas – menos no Nordestão.

Foto: Reprodução/CSS