Motorista de aplicativo é sequestrado e morto com requintes de crueldade; quarteto suspeito do crime foi preso

Ele estava desaparecido desde a sexta-feira, 08, e foi encontrado sem vida, num canavial, dois dias depois.

Jairo Emanuel Santos Dias, de 39 anos, motorista de aplicativo foi encontrado morto, com requintes de crueldade no último domingo, 10, num canavial no município de Laranjeiras. Ele estava desaparecido desde a sexta-feira, 08, quando foi sequestrado.

No domingo, quatro homens suspeitos do crime foram presos, pela Polícia Militar, após levantamentos feitos por equipes de plantão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Na sexta-feira, Jairo, morador da capital sergipana saiu para o trabalho, como de costume e foi sequestrado ao ser chamado para uma corrida. A Polícia Civil investiga o caso como Latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Três dos quatro suspeitos foram presos durante abordagem a um veículo, no qual a polícia encontrou um documento pertencente a Jairo. No mesmo dia, outro suspeito foi localizado.

 No primeiro momento, o quarteto forneceu informações falsas sobre o local onde eles desovaram o corpo, mas depois informaram o local exato, um canavial na região do Vale do Cotinguiba, em Laranjeiras.

“Foram autuados em flagrante de crime de ocultação de cadáver quatro homens de 20, 26, 31 e 35 anos, todos com antecedentes criminais, três deles por homicídio. O automóvel subtraído foi localizado por uma equipe da Polícia Militar e será devolvido aos familiares da vítima”, informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE).

Em meio a muita dor, comoção, saudade e sentimento de justiça, o corpo de Jairo foi sepultado na manhã desta segunda-feira, 11, em Aracaju.

Foto: redes sociais