Piso salarial para profissionais da enfermagem é aprovado. Confira como votaram os deputados sergipanos

O projeto, aprovado por ampla maioria segue agora à sanção do presidente Jair Bolsonaro.

A última quarta-feira, 04, foi um dia histórico para os profissionais brasileiros da enfermagem. A Câmara dos Deputados aprovou o projeto que fixa o piso salarial para os enfermeiros, auxiliares, técnicos e também as parteiras, tanto de instituições públicas, como privadas.

O texto, aprovado por ampla maioria – 449 votos contra 12 – segue direto para sanção do presidente Jair Bolsonaro, pois já havia sido aprovado pelos senadores no ano passado. Mas o envio do texto somente será feito após uma nova proposta encontrar fonte de custeio para a medida.

“Conforme assumido com a enfermagem brasileira, não será na semana que vem que este projeto seguirá para sanção presidencial, mas sim tão logo garantirmos o respectivo financiamento”, disse a deputada Carmen Zanotto, relatora do projeto na Câmara.

O piso salarial nacional aprovado para os enfermeiros é de R$ 4.750; para os técnicos de enfermagem, R$ 3.325; auxiliares de enfermagem e parteiras, R$ 2.375. Os valores para esses profissionais são calculados em cima do piso para enfermeiros: 70% e 50%, respectivamente.

Na Câmara, a votação foi acompanhada por muitos profissionais da enfermagem, que cobravam a aprovação, como forma de valorização do trabalho desempenhado. O plenário ficou lotado e os presentes vibraram com a aprovação.

Os oito deputados federais sergipanos: Bosco Costa (PL), Fabio Henrique (PDT), Fábio Mitidieri (PSD), Fábio Reis (PSD), Gustinho Ribeiro (Republicanos), João Daniel (PT), Laercio Oliveira (PP) e Marcio Macedo (PT) marcaram presença na votação e deram o seu posicionamento A FAVOR da aprovação.