Preso por feminicídio de cantora em Aracaju é encontrado morto em cela de presídio

Valfran estava no presídio do Santa Maria desde a noite da última quinta-feira, 02, quando ocorreu o crime.

O músico Valfran Alves dos Santos, preso em flagrante pelo feminicídio de Daniela Lima Cavalcante, ocorrido na última quinta-feira, 02, foi encontrado morto na manhã deste sábado, 04, numa cela do Complexo Penitenciário Antônio Jacinto Filho (Compajaf), em Aracaju.

Pelo que se sabe até o momento, Valfran tirou a própria vida se enforcando. Ele estava na unidade desde o dia do crime, quando foi preso em flagrante, pela Polícia Militar, na sua residência, após atear fogo na casa.

Por meio de nota, o Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe) informou o seguinte: “o interno Valfran foi encontrado por volta das 9h05min, pendurado pela própria camisa na cela em que estava custodiado sozinho”.

Valfran e Daniela mantinham um relacionamento amoroso, mas ela estava querendo terminar e disse isso a ele. Valfran teve a prisão em flagrante convertida em preventiva.

O CRIME:

Na noite da quinta, ao parar seu carro num posto de combustíveis, ela foi surpreendida pelo autor do crime, que efetuou um disparo a queima roupa; a vítima morreu no local e o autor fugiu, sendo preso logo em seguida.

Com Valfran, os policiais apreenderam um revólver calibre 38, municiado. Ele foi conduzido ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foi lavrada a prisão em flagrante.

Daniela e Valfran também trabalhavam juntos, na banda Flor Cigana, na qual ela era vocalista e ele, tecladista. Daniela, mãe de quatro filhos, também exercia o trabalho de motorista de aplicativo e o caso chocou o estado.

Foto: arquivo pessoal