Foragido há 22 anos, traficante é preso pela Polícia Civil de Sergipe, PF e PRF, em Pernambuco

O homem estava foragido desde 2000, quando fugiu pela porta da frente da Casa de Detenção de Aracaju, que hoje em dia está desativada.

No último dia 14, a Polícia Federal de Caruaru e a Polícia Civil de Sergipe, através da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol) e Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), além do apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), prenderam Sérgio Ramos, de 60 anos, em Bezerros (PE). A prisão aconteceu por meio de trocas de informações entre a PF de Pernambuco e da PC de Sergipe.

O homem estava foragido desde 2000, quando fugiu pela porta da frente da Casa de Detenção de Aracaju – que hoje em dia está desativada. Ele se disfarçou com uma farda de militar e, assim, conseguiu ter acesso à parte externa do presídio.

Segundo informações, Sérgio Ramos estaria trafegando pela região agreste de Pernambuco. Os agentes federais conseguiram levantar o local em que ele se encontrava e o trajeto que seria percorrido. Por existir um posto da PRF naquela região, o carro foi parado após a comunicação entre as polícias.

Assim, ele foi identificado como o traficante e foragido da justiça. O trabalho de análise papiloscópica, feita em 2019 pelo papiloscopista sergipano Wendel Gonzaga – que morreu de covid-19 há quase dois anos – foi de extrema importância para esclarecer o caso. A partir da análise, contatou-se que Sérgio estava utilizando novos documentos com outro nome.

O preso foi conduzido à sede da Polícia Federal em Caruaru, onde foi autuado em flagrante por falsidade ideológica e uso de documento falso – as penas ultrapassam 10 anos. Após ser submetido a exame de corpo de delito, Sérgio Ramos foi levado para o Presídio de Caruaru – lá, ele fica à disposição das Justiças Federal e Tribunal de Justiça de Sergipe.

Foto: SSP