PSD quer participar do julgamento de Valmir no TSE. Pré-candidato diz que confia na Justiça e pede orações

O julgamento do recurso de Valmir de Francisquinho e seu filho Talysson Costa será nesta quinta-feira, 23, em sessão virtual do Tribunal Superior.

O PSD de Sergipe quer participar do julgamento de Valmir de Francisquinho (PL) e seu filho Talysson Costa (PL) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e para isso contratou um escritório de advocacia de Brasília, para que advogados atuem como assistentes contra o itabaianense, situação semelhante ao que ocorreu na primeira parte do julgamento, quando o PT mandou um advogado.

O assunto veio à tona nesta segunda-feira, 20, no Portal FaxAju e foi compartilhado pelo pré-candidato a governador, Valmir de Francisquinho em suas redes sociais.

“Diversas consultas ao processo estão sendo feitas diariamente pelos mais caros advogados de Brasília. A quem interessa e quem está custeando tudo isso? Confio na justiça e peço as orações do povo sergipano para que a maldade dos nossos adversários não nos alcance!”, publicou Valmir.

O julgamento do recurso de Valmir de Francisquinho e seu filho Talysson Costa será nesta quinta-feira, 23, em sessão virtual do Tribunal Superior, a partir das 10h. Em jogo está a perda do mandato de deputado estadual e inelegibilidade de Talysson e inelegibilidade de Valmir.

No dia que teve início o julgamento o ministro e relator do caso, Sérgio Banhos votou contra pai e filho.

O segundo ministro de iria expor seu voto, Carlos Horbach pediu vista para analisar mais uma vez a situação e por conta disso, o presidente do TSE, Edson Fachin suspendeu o julgamento. Faltam quatro votos.

O Portal e TV Itnet estará acompanhando tudo, inclusive com transmissão ao vivo da sessão.