Líder de grupo criminoso que agia em Sergipe é preso por estelionato e falsificação de documentos

Dois carros de luxo também foram apreendidos na operação.

Por meio da Operação Nairóbi, realizada pela 5ª Delegacia Metropolitana (5ª DM), com o apoio do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), um homem responsável por liderar um grupo criminoso que atuava com estelionato e falsificação de documentos foi preso em Lauro Freitas (BA). Dois veículos também foram apreendidos na casa do suspeito, localizada na Região Metropolitana de Salvador.

A delegada Rosana Freitas, coordenadora das delegacias da capital, disse que as investigações começaram há mais de oito meses. “Os estelionatários induziram as vítimas ao erro, para que entregassem seus veículos simulando pagamentos. Os processos correm em Sergipe e, conforme as delegadas que comandam as investigações, Gisele e Luciana, as investigações terão continuidade contra esse grupo criminoso”, detalhou.

A primeira prisão aconteceu no final de 2021. Na época, foram achados vários documentos públicos falsificados na residência da suspeita, que foi presa em Aracaju. Após isso, diversas diligências foram realizadas para identificar os demais integrantes do grupo.

Mais investigações estão em andamento para encontrar os outros envolvidos. De acordo com a Polícia Civil, o nome da operação “remete à facilidade com que a suspeita em Aracaju falsificava documentos”.

Foto: Ascom/Polícia Civil