Suspeito de matar a cunhada a facadas na frente dos filhos dela em Lagarto é preso

Ele foi localizado num povoado do município lagartense, em ação da Polícia Civil, com o apoio do GTA.

Em menos de 24h, a polícia sergipana, por meio da Civil de Lagarto, com o apoio do GTA deu resposta à sociedade e prendeu o suspeito do crime bárbaro, que chocou a população de Lagarto na última segunda-feira, 20. Jailson Souza Silva, suspeito de tirar a vida da própria cunhada, na frente dos filhos dela, utilizando uma faca foi preso.

Edilene Maria dos Santos, de 31 anos foi atingida no momento que tentava defender a sua irmã, ex-mulher de Jailson. Ela tinha acabado o relacionamento e ele não aceitava o fim.

Ao se separar, a irmã de Edilene passou a morar em sua casa e na noite da última segunda-feira, conforme relatos passados à polícia por testemunhas, Jailson, conhecido como “Mangueirão” foi até a casa e queria levar a ex-esposa a força, sendo impedido por Edilene.

Inconformado, ele pegou uma faca e desferiu um golpe contra ela, que foi atingida fatalmente no pescoço. Tudo ocorreu na frente dos filhos de Edilene, que faleceu no local.

Desde então, as forças policiais iniciaram diligências, na tentativa de localizar e prender o suspeito, o que ocorreu na tarde desta terça, num povoado próximo ao local onde o crime foi registrado.

“Segundo as investigações, a irmã da vítima teve um relacionamento longo com Jailson, mas terminou o casamento porque era bastante agredida por ele”, detalhou a PC.

Conforme a delegada Vanessa Feitosa, titular da Delegacia de Atendimento aos Grupos Vulneráveis de Lagarto (DAGV), Jailson responderá por feminicídio.

Ele já havia sido preso pelo crime de roubo.